sábado, 26 de setembro de 2009

















Quinze anos, anos setenta,
Acreditam que era eu,
Nesta foto tão antiga?
E no espelho de hoje
Os anos escreveram sulcos,
Linhas, traços e rugas,
E no ontem o quanto fui moça
No hoje revelo-me velha,
Mas em todo o tempo
Louvado seja Jesus!