terça-feira, 29 de setembro de 2009
















Na churrasqueira
O fogo crepita
Ali onde brinco
De queimar folhas velhas
No molhado da lenha
A fumaça aumenta
Um retrato apenas
Da chama amarela

Nenhum comentário: