quarta-feira, 19 de agosto de 2009



Tentava filmar o vento
Na dança das árvores
Naquele morro adiante
Um balé era avante

Não precisavam ser muito adestradas
A força do vento as agitava
E para onde as levava iam
E quando as puxava vinham

Não era um vento tão forte
Ali já vi outros maiores
Ventos dos mais furiosos

Mas o Vento que eu almejo é o Espírito de Deus
Que nos encha neste dia com unção e alegria
E nos toque com amor e sabedoria

Nenhum comentário: