quarta-feira, 20 de maio de 2009

Em atraso corri tremendamente
E andando com rapidez somando o vento
De repente no reflexo do vidro eu vi:
Meus cabelos! Que susto que tomei!
Será que sou eu ou me enganei?
De novo no reflexo da janela de um carro ...
Coitados daqueles que pelo caminho encontrei.

Nenhum comentário: