domingo, 29 de junho de 2008

Baiacu.


Meus pais costumavam nos levar em férias, eu e meus dois irmãos, à Paquetá. Naquela época, a Baía da Guanabara era limpa, águas transparentes, onde era fácil observar toda a fauna e flora marinha, no percurso, de barca, até a ilha.
Em todas as praias que frequentávamos apareciam pequenos peixinhos que se tirados d'água inchavam igual uma bolinha e caso não voltassem rapidamente para água morriam assim.
Era uma de nossas brincadeiras pescar estes peixinhos.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Estudos


Quis ser médica psiquiatra, um dos meus sonhos. Também queria ser física, engenheira, cursar letras, história, queria estudar em todas as faculdades, gostava não só do mundo acadêmico, mas do mundo que cada matéria se me abria. Cheguei a fazer um teste vocacional, só por curiosidade, pois tinha certeza que seria hábil em qualquer das áreas, pois eu as amava, todas.
Porém a teimosia vencia a razão e me apaixonei. Minha medicina ficou em segundo plano, minha psiquiatria só nas letras, minha física e história, realização dos filhos, engenharia nem perto passei ...
Diplomas alcancei, mas ...





domingo, 22 de junho de 2008

Foi na sexta-feira, dia 20 de junho, não trabalhei, porém estive perto de onde trabalho e, como de costume, fiz um trecho a pé. Me dirigi, então, à estação do Metrô envolvida nos meus pensamentos, triste até, conversando sempre com Jesus, quando, à minha frente, assisti a uma revoada de pombos. Eram muitos! Voavam juntos, sem erro. Iam em direção à praça, voltavam para o teto do prédio, chegavam até a copa de uma das árvores para logo em seguida voltarem à praça e assim sucediam os vôos perfeitos, sincronizados. Parei em admiração a perfeição da obra Divina. Me senti muita amada por Jesus e fui reavivada por este amor, e pude me alegrar. Quando uma moça, me vendo admirar aquela dança no ar, comentou que todos os dias os pombos ficavam assim, neste balé, como a dar as boas vindas a uma senhora bem idosa que, naquele horário, ia até a praça alimentá-los.
Jesus me deu entendimento de que o amor daquela mulher pelos pássaros e a sua ação cotidiana trouxe, sem saber, a alegria ao meu coração e que ela deveria saber que seu ato foi usado por Deus para me abençoar.
Que Jesus abençoe sempre aquela senhora que tanto bem me fez.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Jesus te amo tanto!


As vezes através do computador
Recebemos um carinho tão bom ...
Que parece um beijo dado
Pela máquina com paixão!

terça-feira, 17 de junho de 2008

terça-feira, 10 de junho de 2008


Esta é a lagartinha que comia as folhinhas do manacá.

Manacá

quando ainda bem pequena
em casa da vovó ia
em alameda os pézinhos
de manacá floriam
era a minha regalia
quando aquelas lagartinhas
todas em listras e gordinhas
juntava em uma caixinha
o dia passava rápido
muitas lagartas a catar
todas todas iguaizinhas
todas elas listradinhas
belo tempo aquele ido
mas não o quero mais
lembrança das mais queridas
todas ficaram para trás
para na frente vivê-las novas
hoje mesmo já na luz

Espelho

esperamos no outro
o que gostaríamos de fazer
nisto eu me vejo em você

exigimos do outro
o que queríamos ser
isto me retrato em você

queremos viver o outro
porque não sabemos viver
estou me perdendo/achando em você

quarta-feira, 4 de junho de 2008



em
Jesus
sempre
na minha
história de vida
uma vez pequenina
entre pode e não pode
entre medos reais e irreais
naquilo que parece é e não é
na construção e na desconstrução
na possessividade e na agressividade
nos extremos da minha personalidade
não deixei de cumprir obrigações
nem desprezei a aprendizagem
nem relapsa nem indiferente
cumpri diferentes papéis
dentro da sociedade
dentro da família
casamento
trabalho
filhos
por