terça-feira, 29 de abril de 2008

O fazedor de nuvens


Tenho o prazer de observar o céu. Meus olhos são atraídos para este tapete que me leva a lembrar da grandeza do meu Deus, Jesus. A minha janela está de frente para o nascer do sol. Todos os dias o sol vem adentrando pelo meu quarto, subindo na cama, fixando alguns minutos na parede, e depois como se estivesse lambendo vai se recolhendo do meu aposento. Tenho uma visão privilegiada da minha cama para o nascer do sol. E hoje o meu bem-te-vi (já é meu), o de canto desafinado, com sua música inconfundível, veio dizer que estava de volta. Olhando para o céu observei que o fazedor de nuvens – um avião que corta os céus em situações que me fazem recordá-lo sempre – do nascer do sol até a minha janela, soltou sua nuvem em linha reta que aos poucos, com a brisa, começou a se desfazer, e nesse momento, ainda na cama, a claridade do sol nascendo, aumentado, pintava aquele rasgão de rosa, dourava as nuvens para o meu prazer.
Jesus obrigada!
ps: esta foto não é o retrato de hoje

sábado, 26 de abril de 2008

Quando viajo pelo espaço splinder!

viajando nessas linhas
lambusadas de poesia
nas vivências e labutas
nos sonhos em luta
no que aqui se diz
nas paixões, imaginações,
vejo tão nítido o espelho
que penso ser minha a vida
dissecada em cirurgia

Quando eu preciso consertar os meus erros!

venho pedir mil desculpas
por meus erros de leitura
na pressa lanço comentos
e as pessoas me lêem: maluca!
mas como dar Graças a Deus
é ordenança Divina
o meu erro vira acerto
e aproveito o ensejo
para dar meus cumprimentos
pelas idéias, pelos sonhos e escritas
que nessas páginas ganham vida
parabéns!

sexta-feira, 25 de abril de 2008

O Bem-Te-Vi!

O Bem-te-vi canta na minha janela.
Mais uma dia ... que alegria!
Com sol ou chuva é vida,
A recebo como benção
Divina!

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Pensamentos

Por vezes tento, não consigo,
Manter distante de confusão
Minha mente que divaga,
Trazendo ao meu coração
Um revolver de emoções.
Com um diálogo intenso,
Muitas vezes em canção,
Minha história toma vida,
E em Ópera é diluída
Na cabeça a criação.

Quebra-cabeça


Minhas forças já se exauriram
Minhas forças já se renovaram
Quis parar, retornar, desistir.
Jesus não deixou, mandou-me ir,
Adiante seguir.
Um quebra-cabeças montado!
Jesus seja louvado!
Jesus obrigada!

terça-feira, 15 de abril de 2008

Photobucket Como é necessário o outro para nos afiar!

sábado, 12 de abril de 2008

Eu criança!


Esta sou eu, nunca gostei de ser objeto de fotografia, era muito antipática, não ria, era medíocre, egoísta, mimada ... faltou palmada ... Jesus me moeu! Glória a Deus!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Descobri que a vida não é carrossel!


Uma roda, o Carrossel
roda, roda,
vai e volta
sempre no mesmo lugar
a partida cega
o que a volta não nega
o ponto que é chegado
é aquele que começa
ilusão de quem pensa
que a vida se dá assim
o ponto que inicia
jamais retorna no fim
em crianças ervas verdes
que desabrocham em flor
e de repente não se espera
a terra se abre e recebe
o corpo daquele que já era

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Os três mosqueteiros!


Os três mosqueteiros, inseparáveis, estão aqui! É inacreditável, eu os vi. São lindos, um tem olhos azuis, outro uma barriguinha e aquele que abalou meu coração é uma pantera. Vocês viram?????. Gostaria de conhecê-los pessoalmente. Seria FANTÁSTICO!!!!!!

domingo, 6 de abril de 2008

De fora me olhando.


Esta sou eu, me dá vontade de rir de mim! Falei comigo: - vou viajar para dentro e nessa introspecção relatar vivências, o andar diário, os pensamentos, talvez descubra coisas novas que passaram desapercebidas ou, quem sabe, soluções inimagináveis para problemas sem solução ... No entanto, só consegui, me vendo, rir de mim.

sábado, 5 de abril de 2008


As vezes me dá
Vontade de rir,
Rir à toa,
Gargalhar,
Pensamentos voam,
Lembranças chegam,
As faces sucedem,
Cores se formam,
Retratos se pintam,
Tudo é novo,
E tão lindo...
Tudo é motivo
Para amar.






quinta-feira, 3 de abril de 2008